segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Tô indo pras cadimia di maromba!

Ontem li isso na internet e não acreditei no que estava vendo. Quem não me conhece e acabou aqui por acaso (e eu não culpo quem deixou de ler o blog, já que eu apareço aqui que nem Papai Noel – uma vez por ano), sou formada em jornalismo e sou grande fã (para não dizer “obcecada por completo”) da série Doctor Who. Então este texto me machuca em diversos níveis. Como é que alguém assim é pago para escrever e eu fico aqui, escrevendo para as moscas? Posso não ter um Pulitzer na prateleira, mas sei usar a pesquisa do Google que é uma beleza!

Escrevi o comentário à seguir no site desse indivíduo, mas assim como a escrita, o sistema de comentários deles é terrível e meu belo texto ficou mais deformado do que o Sloth. Então, lá vai…

“Bem, aparentemente os comentários começaram a ser aceitos aqui! Parabéns. Vou fazer um update do comentário que fiz no Facebook, já que lá ele foi completamente ignorado pelas pessoas deste site. Quem sabe aqui alguém responde, não é mesmo?

Pois bem... Vamos começar pelo fato de que, como alguns colegas Whovians já comentaram, o Doctor é um alienígena, mas não é um robô. Não sei exatamente de onde você tirou essa informação, se foi da sua mente criativa ou de algum site desinformado, mas imagino que agora você já saiba, então vamos seguir em frente.

Achei o seu texto bem desinformado e bem mal escrito, especialmente se levarmos em consideração o fato de que você é um jornalista. Eu também sou e sei bem como é difícil essa vida, mas vai por mim... Pesquisa é tudo!!! Porém, considerando o nível do jornalismo de hoje em dia, não é tão surpreendente assim. Já vi coisas piores.

O que me fez ficar admirada foi a quantidade de besteiras ditas em tão poucos parágrafos, indo de informações erradas até descriminação. Cheguei a mostrar esse texto para não-Whovians (pessoas que não assistem Doctor Who, caso você não tenha entendido) e até eles ficaram indignados.

Acho que você não sabe muito bem o que é um nerd. Nerds não são seres de outro planeta que possuem algo extraterrestre chamado emoção. Por favor, mais respeito e menos descriminação, obrigada. Eu sou nerd, com muito orgulho, mas conheço várias pessoas que gostam de Doctor Who e que não são, então sem generalização também, please.

dalek

Agora vamos ao que interessa. Doctor Who pode não ser famoso entre as pessoas que assistem Malhação ou as novelas do Carlos Lombardi, ou pessoas que só assistem TV para ver atores gostosos, mas dizer que não é popular aqui no Brasil é uma grande bobagem. É só pensar nas festividades de aniversário da série, que começou com apenas três salas de cinema e no fim teve mais de 75 (com gente reclamando que não tinham mais)! Temos também a BBC Brasil começando a levar mais a sério os fãs e se empenhando para trazer os episódios para cá mais cedo.

Quanto à aparência dos atores, me desculpe, mas vejo Doctor Who pelo conteúdo e não para ficar excitada. E mesmo assim... Tem muito homem e muita mulher atraente ali. O David Tennant (grande ator de teatro, cinema e televisão, que foi eleito o melhor Doctor, com mais de 50% dos votos, já ganhou diversos prêmios e que é muito mais famoso do que o Christopher Eccleston - apesar de nunca ter feito Thor... Shame on you, David, shame on you!) ficou em 16º na lista "Sexiest Man in the World" (Cosmopolitan), figurou em 20º lugar no "Top 100 Men" (New Woman), foi eleito "Scotland's most stylish male" (Scottish Style Awards), "Coolest Man on TV" (Radio Times) e, vejam só, "Sexiest Man in the Universe" (The Pink Paper)!! Nada mal pra um cara que não tem um daqueles "rostinhos novinhos e corpitchos cheios de testosterona", né?

Tendo ganho 48425241 vezes consecutivas o prêmio “Homem da Paloma”

Isso sem falar nos outros atores... Faça uma pesquisa! Sugiro começar pelo nome "John Barrowman"...

E ai vem a questão da idade... O que você quis dizer com "faixa etária do personagem"? O Doctor tem 1200 anos! Dificilmente vamos achar um ator que tenha essa idade... Talvez o Sean Connery... E sim, o Peter Capaldi tem 55 anos, mas por que isso seria importante? Ele é um ator renomado e o que importa aqui é o talento dele e não o ano no qual ele nasceu. Volto a dizer, o que importa em Doctor Who é o conteúdo e não as rugas do protagonista. E vale lembrar que Peter Davison tinha só 30 anos quando entrou na série. O já citado Tennant tinha 35. E Matt Smith tinha 28! VINTE E OITO!! Isso.... não.... é..... velho....

Eu não entendo muito bem qual o seu conceito de sucesso, porque você diz que a série poderia ser mais popular se tivesse pessoas atraentes...

David (15)Ah, pois é…

…mas 50 anos é bem popular, não acha? Vamos a mais alguns pequenos fatos! Imagino que você deva estar familiarizado com o Guinness World Records... Pois então:

1996 - World's longest running science fiction series;

2001 - The largest fictional series [of novels] built around one principal character (porque sim, existem livros, não só episódios... Você sabe o que são livros, certo? São coisas cheias de letras e informações, feitas de árvore, mas que não possuem nenhum homem gostosão suado pulando em você o tempo todo - à menos que seja um livro em pop-up);

2007 - Longest running science fiction series in the world (de novo!);

2007 - Largest gathering of Daleks;

2009/2010 - The most successful sci-fi series [in the world];

2013 - Largest TV drama simulcast (com a exibição do The Day of the Doctor).

Nada mal, hein? E isso que eu nem vou citar os prêmios que a série já ganhou.

Por fim, realmente não acho que a série ter durado tanto tempo tenha alguma coisa a ver com o sucesso no Brasil, e sim com o sucesso na Inglaterra, já que o programa é feito pela BBC e pago pelo povo britânico. E agora, graças à internet e Amazons da vida, a série está ganhando cada vez mais força e se espalhando cada vez mais.

tumblr_inline_muqrtnmFLq1rxzvfk

Então é isso! Acho que você devia tentar usar esse momento para aprender um pouco mais sobre como escrever um texto jornalístico e quem sabe não sair por ai falando tanta bobagem assim, sem nem pensar antes. A menos, é claro, que meu comentário não seja jovem e sarado o suficiente para que você leia ele até o fim.

Um grande abraço, da colega de profissão.

Paloma

ps.: O Peter Capaldi vai entrar na série no especial de Natal, apesar de ter feito uma breve participação no aniversário. Agosto foi quando anunciaram que ele substituiria o Matt Smith. O que me faz lembrar disso:

tumblr_mxvj6ebNEu1t7o20bo1_1280

Obrigada.”

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Single Father

[Antes de qualquer coisa, peço desculpas pela minha longa ausência aqui no Judas. Os motivos vão de emprego e faculdade até preguiça total. Eu provavelmente ficarei mais meio século sem escrever aqui depois deste texto, mas planejo voltar assim que conseguir colocar a minha vida nos eixos. Este não é o melhor dos meus textos, mas espero que você leitor me perdoe, estou um pouco enferrujada.]

Confesso que não teria assistido Single Father se não fosse pela minha atual obsessão pelo ator David Tennant e que provavelmente não estaria escrevendo esta crítica se não fosse pelo fato de que meus amigos já não mais aguentam me ouvir falando dele. Single Father é uma série escocesa da BBC de quatro capítulos, exibida em 2010, que conta a história de Dave (Tennant), um homem que precisa cuidar de seus quatro filhos depois que a esposa Rita (Laura Fraser) morre em um acidente.

tumblr_mrmzxvwkvR1ragecso1_500

Depois que Rita morre, Dave se vê sozinho com os filhos Paul (Chris Hegarty), Evie (Millie Innes) e Ewan (Robert Dickson), e também com a filha adolescente de Rita, Lucy (Natasha Watson). Dave também tem uma filha do casamento anterior, Tanya (Sophie Kennedy Clark), que nunca recebeu muita atenção do pai e que é deixada ainda mais de lado depois da tragédia.

01  02

03  04

Para complicar ainda mais a situação, Lucy decide ir atrás do pai verdadeiro, por não se sentir parte da família. Sem saber como lidar com a morte da esposa e o afastamento da filha, Dave acaba por se envolver com Sarah (Suranne Jones), melhor amiga de Rita.

1x02.avi_snapshot_56.28_[2013.10.17_19.29.52]

Quando Rita morre, Dave não sabe como lidar com a situação, chegando a dizer que prefere não pensar sobre o que aconteceu e simplesmente fingir que está tudo bem. Quando começa um relacionamento com Sarah, não é por simplesmente se sentir atraído por ela, mas também porque ela lhe ajuda a esquecer. Já Sarah se sente compelida a ficar no lugar de Rita, tanto no papel de esposa de Dave quanto no papel de mãe. O relacionamento dos dois está fadado ao fracasso, mas mesmo assim o roteiro te faz querer que dê certo, querer que eles encontrem paz um nos braços do outro.

tumblr_mte48aAAop1qbaculo2_500

Single Father traz uma visão real sobre as consequências de uma morte inesperada e seu grande triunfo está nos personagens tão bem construídos pelo roteirista Mick Ford e aperfeiçoados por um elenco de primeira linha. Uma história de amor e crescimento, que vai tocar qualquer um que já passou por uma situação como esta.

rita1  rita2

rita3  rita4

rita5  rita6

Single Father (2010)
Direção: Sam Miller
Roteiro:Mick Ford
Elenco: David Tennant, Suranne Jones, Laura Fraser, Rupert Graves, Neve McIntosh, Mark Heap, Millie Innes, Chris Hegarty, Robert Dickson, Warren Brown, Natasha Watson, Sophie Kennedy Clark

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...