quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Marley e Eu 2 – Filhote Encrenqueiro

marley-me-the-puppy-years-2011-dvd-front-cover-2297

Atenção: contém spoilers

Quando assisti ao primeiro Marley e Eu pensei “Hmm... Tem alguma coisa faltando...”. Por que os atores bons? Por que o roteiro bem construído? Por que essa mania de colocar cenas tristes? Por que não cães falantes? Cães voando? Cães com sotaque alemão? Por que não personagens irritantes e sem graça? Por que, eu me perguntava. Pois vejam só! Os grandes produtores fizeram questão de realizar meus desejos e lançaram direto para vídeo Marley e Eu 2 – Filhote Encrenqueiro! Uma super aventura que não só beira ao ridículo como também cospe nas memórias de Marley e seus donos, John e Jennifer Grogan.

Essa deve ser uma das continuações mais bizarras e desnecessárias que eu já assisti em toda a minha vida e eu vi Psicose 4! Marley e Eu é um filme/livro sobre amizade verdadeira, sobre como aquele cão, considerado como o “pior cão do mundo”, mudou a vida daquelas pessoas e se manteve ao lado delas em todos os momentos, bons e ruins, até o fim de sua vida. Marley e Eu 2 é sobre como o menino Bodi (Travis Turner) quer muito um cachorro. Que fala.

marley2me946Isso está me cheirando a exploração monetária…

A história começa com Marley (Grayson Russell) explicando em off que seus donos estão trabalhando e por isso ele precisa ficar na casa da irmã de John, Carol (Chelah Horsdal). O cão e o filho de Carol, Bodi, se dão muito bem e o menino decide pedir para a mãe um cachorro. Mas ela não permite e diz que ele só poderá ter um cãozinho quando tiver mais responsabilidade. O menino vai passar as férias de verão com seu avô (Donnelly Rhodes) e leva Marley junto. Lá, ele conhece Kaycee (Sydney Imbeau), que está treinando os seus cães para participarem do Ultimate Puppy Championship, um concurso canino bastante importante na cidade. Bodi decide treinar Marley (e mais dois filhotes de labrador da vizinha) para provar que é responsável.

Se este filme não fosse uma continuação idiota de um filme tão bonito, mesmo assim seria um péssimo filme. Os diálogos são cafonas, os efeitos especiais são medíocres, os atores são péssimos, as situações são implausíveis e o vilão é horrível. Uma das melhores coisas a respeito do primeiro filme é a falta de vilão e aqui temos um vilão caricato (sim, ele é alemão) que tortura cães e só pensa em dinheiro. E isso só o deixa mais idiota ainda quando o principal objetivo dele é ganhar um concurso de cães. Um maldito concurso de cães! No qual ele é o melhor de qualquer maneira!

Marley.And.Me.The.Puppy.Years.2011.DVDRip.XviD-IGUANA_screenshot_4Ok, admito que esse cachorro é muito fofo

Mas mesmo assim a pior coisa que esse filme faz é desrespeitar os originais. No primeiro, fica bem claro que Marley é “intreinável” e que ele jamais seria capaz de percorrer um concurso de obstáculos. E aqui não só ele consegue fazer isso como ele também sabe ler! Incrível, não? E ele não é nem de perto o pior cão do mundo. Um dos outros labradores, Moose (Ryan Grantham) é muito pior. Ele solta gazes quando vê gatos, não entende nenhuma ordem e faz o time perder no final. O Marley sabe ler! Como um cão que sabe ler pode ser pior do que um que peida?

Não esperava uma obra prima de Marley e Eu 2, nem mesmo esperava ver um filme divertido. Mas com certeza não esperava ver uma afronta tão gigantesca a minha inteligência, ao mundo cinematográfico, ao mundo das continuações e a Marley.

marley-and-me-the-puppy-years-2

Marley & Me: The Puppy Years (2011)
Direção: Michael Damian
Roteiro: Janeen Damian, Michael Damian
Elenco: Travis Turner, Donnelly Rhodes, Alex Zahara, Geoff Gustafson, Sydney Imbeau, Chelah Horsdal, Merrilyn Gann, Grayson Russell, Lauren Lavoie, Ryan Grantham

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...