quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Jane Eyre

mia-wasikowska-jane-eyre-poster-01

Confesso que não dei a atenção necessária que Jane Eyre merecia e que isso influenciou um pouco em minha opinião atual sobre o filme. Um dos motivos de minha desatenção foi uma conversa que escutei em uma livraria certa vez. Um grupo de garotas estava discutindo livros da Jane Austen, ao que uma diz “Meu livro favorito da Jane Austen é Jane Eyre”. Isso ficou marcado tão forte na minha mente, que passei o filme todo falando bobagens a respeito. Mas mesmo assim, consegui formar uma opinião, o que deveria ser um bom sinal.

Jane EyreJane Eyre é o melhor filme dirigido pelo Tim Burton, baseado em uma história em quadrinhos da Jane Austen

Recentemente comecei a percorrer a filmografia do ator Michael Fassbender, a princípio por achá-lo bonito e cada vez mais por achá-lo extremamente talentoso. É raro encontrar um ator tão bom quanto ele nos últimos tempos, especialmente um capaz de sustentar um filme inteiro. Este é o caso de Jane Eyre. Fica difícil comentar sobre uma adaptação sem ter lido o livro e por isso não sei exatamente o que é falha do roteiro e o que é falha da história original de Charlotte Brontë, por isso peço desculpa por qualquer atrocidade que vier a falar aqui.

Michael-Fassbender-Jane-Eyre-movie-image

Jane Eyre (Mia Wasikowska) é uma jovem órfã que vai morar em um internato depois que sua tia a expulsa de casa. Quando completa a maioridade, a garota vai morar na casa de Rochester (Michael Fassbender), um homem fechado e grosseiro, que acaba por se encantar por ela. Sempre vi a personagem como uma mulher cheia de personalidade e forte, mas não é essa a impressão que o filme me passa. O amor de Rochester por Jane não me parece natural, ele simplesmente olha para ela e se encanta, e não consigo ver o que o atraiu tanto.

O filme tem várias cenas confusas e algumas até ridículas, como quando o quarto de Rochester está pegando fogo e ele não acorda com isso. O grande mistério em torno deste personagem também é mal explicado e a impressão que passa é que todo o suspense em torno disso é em vão. As situações apresentadas na história não são aprofundadas, tudo é muito rápido e superficial. Como falei acima, Fassbender manteve o filme até o fim. As falas de seu personagem são cheias de malícia e sensualidade, criando uma tensão sexual altíssima e desconcertante, e é uma pena que Jane seja tão sem graça.

Jane Eyre não parece fazer jus ao livro de Brontë e, mesmo para quem não leu o livro, fica claro que é mal adaptado. Um filme bom, que poderia ser muito melhor. Talvez um daqueles casos onde é melhor sair da frente da televisão e ir ler um livro.

Michael-Fassbender-and-Mia-Wasikowska-in-Jane-Eyre1

Jane Eyre (2011)
Direção: Cary Fukunaga
Roteiro: Moira Buffini
Elenco: Mia Wasikowska, Michael Fassbender, Jamie Bell, Sally Hawkins, Judi Dench

2 comentários:

Thiago Guedes disse...

"Jane Eyre é o melhor filme dirigido pelo Tim Burton, baseado em uma história em quadrinhos da Jane Austen"

WTF! hsaushausua
Demorei uns dois segundos para processar isso e ver que por um instante (um instante muito pequeno) eu pensei "Isso foi dirigido por Tim Burton e jane Austen fazia quadrinhos?!" O_o'

Mas enfim, geralmente eu amo os filmes em que a Sally Hawkins aparece e Jane Eyre não foi o caso. Mas está alí, um filme que não se pode escapar se você é uma traça de livro que sempre tem que conferir as adaptações ¬¬'...

E o caso das meninas que disseram que era o melhor livro da Jane Austen... Da próxima vez tire uma foto, para que possamos impedí-las de causar dano maior as pessoas ao seu redor. Imagino elas participando de um clube do livro do tipo "Adorei a revolução dos bichos, escrito por Neil Gaiman e adaptado para as telinhas por Woody Allen, o cara que atuou em Defendor" ._.

Paloma Rodrigues disse...

Eu totalmente veria A Revolução dos Bichos, escrito por Neil Gaiman e adaptado pelo Woody Allen, o cara que atuou em Defendor!

Isso do Tim Burton foi porque a gente passou o filme todo falando bobagens do gênero. Pelo menos eu aprendi a exercitar a minha atenção, porque mesmo assim entendi o filme e consegui ver as falhas e qualidades dele.

A Sally quase não aparece! Achei a personagem dela tão nada a ver... Por sinal, vi Submarine com ela esses dias. O filme é meio awkward, mas bacana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...