terça-feira, 27 de setembro de 2011

Arthur - O Milionário Irresistível (Remake)

ArthurOMilionarioIrresistivel_poster2

São raros os remakes que conseguem superar os originais. É o caso de Arthur, remake de uma produção de 1981. O filme não foi muito bem recebido pelos fãs do original, mas acredito que seja por puro preconceito. A versão dos anos 80, protagonizada por Dudley Moore e Liza Minnelli, é bastante divertida, mas um tanto quanto sem sentido e sem muito propósito. Não consigo achar Arthur um personagem verossímil e seu par romântico, Linda, não possui muitos objetivos. E é neste aspecto que o remake supera o original.

Arthur, vivido por Russell Brand, é um milionário mimado, que nunca precisou trabalhar ou ter qualquer tipo de responsabilidade. Cansada dos escândalos que Arthur causa com suas festas e bebedeiras, sua mãe lhe faz um ultimato: ou Arthur se casa com uma bela, porém fria, herdeira (Jennifer Garner) ou perde todo o seu dinheiro. Arthur aceita, mas acaba se apaixonando por uma guia de turismo chamada Naomi (Greta Gerwig). A garota sonha em escrever livros infantis, mas precisa trabalhar para poder pagar os remédios do pai doente.

O relacionamento entre Arthur e Naomi é muito mais convincente do que o de Arthur e Linda. Isso porque aqui Arthur não é apenas um rico mimado e egoísta, ele é simpático, engraçado e ingênuo, sendo praticamente uma criança. Já Naomi passa de garota pobre que sustenta o pai para uma jovem com personalidade, sonhos e talentos, que se sacrifica para ajudar a família. Outra mudança significativa é a personagem Hobson, interpretada no original por John Gielgud e no remake por Helen Mirren. Nunca entendi muito bem o relacionamento entre o mordomo Hobson e Arthur no original, sempre achei ele grosseiro de mais e tinha a impressão de que ele estava naquele emprego apenas pelo dinheiro. Já na nova versão, Hobson é uma babá, que criou Arthur desde criança (Arthur a chama de mãe em uma cena bastante comovente) e, apesar de sua aparente indiferença, ela gosta do rapaz e até mesmo se sacrificou por ele.

Russell Brand não é exatamente um excelente ator, mas dá para notar que ele está se esforçando ao máximo para desempenhar o seu papel. Chega a ser engraçado ver que, na realidade, ele não está interpretando apenas Arthur. Ele está interpretando Dudley Moore interpretando Arthur. Greta Gerwig é uma boa atriz e bastante carismática, que convence como par romântico, especialmente tendo Jennifer Garner interpretando Jennifer Garner como rival. Mas quem rouba a cena é Helen Mirren, que mesmo em uma comédia sem pretensões consegue dar o ar dramático que deixa a história muito mais interessante.

Arthur - O Milionário Irresistível pode ter um péssimo título em português, mas é um dos raros casos em que um remake consegue não apenas ser melhor, como também acrescenta a sua fonte de origem.

Russell-Brand-Arthur-02

Arthur (2011)
Direção: Jason Winer
Roteiro: Peter Baynham
Elenco: Russell Brand, Helen Mirren, Jennifer Garner,Greta Gerwig

3 comentários:

Pri Zorzi disse...

Eu fiquei durante um bom tempo pensando se tinha vontade de assistir esse filme ou não. Acho que ele tem potencial pra ser legal, mas filme de comédia é meio loteria, às vezes a gente se surpreende positivamente (lembro até hoje de como eu estava receosa quando a gente foi ver um filme intitulado "Se Beber Não Case"), mas geralmente o resultado é bem mediano.

E eu ainda não me decidi se vou com a cara do Russel Brand ou não, acho ele meio caricato demais.

E eu nem sabia que era remake, hahaha!

Anônimo disse...

Took me time to read all the comments, but I genuinely enjoyed the post. It proved to be Pretty helpful to me and I am sure to all the commenters here It is always great when you can not only be informed, but also entertained Im certain you had fun writing this write-up.
Vimax

Junior Reis disse...

Discordo completamente da idéia de que este remake supere o filme original. E não tem no meu ponto de vista nenhuma visão preconceituosa. É claro que eu assisti o filme original, bem como sua continuação (Arthur 2 ond the rock - o milionário arruinado) nos anos 80. E assisti a sua nova versão e chego a conclusão que não é um filme ruim, concordo que houve um grande empenho por parte dos seus atores, mas como nesta nova versão pode superar as imagens de Nova Iorque do anos 80, bem como sua trilha sonora fantástica, isso por si só derruba qualquer comparação, pois a música de hoje não chega nem próximo de estar distante das músicas dos anos 80. Sem falar no carisma dos seus atores principais (basta ver o currículo e atuações dos mesmos). Por fim tendo a considerar que a nova versão não chega a ser ruim, mas para ser melhor que a original teria que voltar no tempo, como isso não é possível, ao menos nos tempos atuais, o Arthur de Dudley Moore é muito melhor e ganhou Oscar com toda justiça.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...