sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Sexo Fétido

Não sei se já mencionei aqui no Judas o quanto odeio telenovelas, mas nunca é demais afirmar isso. Odeio bastante. Hoje, no trabalho, dei de cara com uma das coisas que sempre me lembram o porquê de eu detestar tanto tais folhetins: aqueles resumos de revista, dizendo que o fulano vai casar com a fulana, enquanto o cicrano vai para a cadeia/ficar louco/morrer. O que me surpreendeu no resumo foi o teor dele:

"Gerson (Marcello Antony) vai ter seu final feliz em ‘Passione’. O piloto vai se livrar da tara por sexo violento e fétido e se casará com Felícia (Larissa Maciel) no último capítulo."

Como não vejo a novela, não tenho informações muito importantes a respeito, mas já li e ouvi pessoas comentando. Pelo que sei, o tal de Gerson (ótimo nome, por sinal) passou a novela inteira olhando para o computador, fazendo algo "sinistro". E foi revelado que ele gosta de assistir vídeos de "sexo violento e fétido". Não tenho ideia do que “sexo fétido” significa. A imagem que me vem é a de um homem suado e sem desodorante, num dia de calor, de pé no ônibus, com os braços para cima, tirando lentamente a roupa suada. Mas então minha amiga Thays me mandou isso e as coisas se esclareceram.

clip_image002

Acho engraçado como, para a Globo, pessoas que gostam de pornografia são doentes e precisam ser curadas. Um colega meu disse que o vício era para ser algo terrível (como gostar de ver formigas devorando um pênis humano), mas os patrocinadores da novela não gostaram. Ou seja... Não só a Globo apóia a descriminação sexual, como também é a favor da censura. Acho que não poderíamos esperar menos de uma emissora que apoiou a ditadura militar.

Tenho uma teoria de que telenovelas (em especial as da Globo) são as principais causas do preconceito. Quando escuto pessoas dizendo coisas como "bicha" ou "isso é coisa de negro", a primeira coisa que penso é na emissora. Voto que, a partir de agora, o xingamento da moda deva ser "isso é coisa de quem gosta de sexo fétido".

Em contrapartida, resolvi criar minha própria emissora aberta, com minhas próprias telenovelas. Mas meus folhetins terão um diferencial. Criarei a primeira telenovela pornô do Brasil. O nome se chamará “Desejo e Conflito”, e terá diálogos interessantíssimos como este:

CENA 30: INT./ DIA / CASA DE HELENA

 

HELENA (Alessandra Negrini), está em pé, olhando pela janela. Ela usa uma calcinha fio dental e uma blusa branca, transparente. SAULO (Reynaldo Gianecchini), usando apenas uma calça jeans apertada e um cinto de ferramentas, entra pela porta, sem bater.

 

SAULO

Alguém chamou o encanador?

 

Sem olhar para trás, HELENA começa a tirar a blusa.

 

HELENA

  Oh! Está tão calor aqui...

 

HELENA se vira e olha pela primeira vez para o SAULO. Coloca a mão lentamente na boca, os olhos arregalados.

 

HELENA

Saulo? É você?

 

SAULO

Sim, gostosa! Vim apagar o seu fogo! Vamos fazer um sexo fétido! Sabe o que eu trouxe comigo? Pintos! Tudo o que você mais gosta, onde você sempre quis.

 

HELENA

Saulo. Você não compreende. [pausa] Nós não podemos fazer isso. Nós somos irmãos! E você é meu pai! E eu estou grávida de você.

 

SAULO

Mas achei que seu pai era o Tony Ramos!

 

Sobe trilha dramática. HELENA se joga contra uma parede e escorrega até o chão, chorando. SAULO cai de joelhos no chão, gritando. Seus olhos se enchem de lágrimas enquanto retira de seu cinto de ferramentas uma arma calibre 38. HELENA tenta retirar a arma de sua mão, e esta dispara. Os créditos finais do episódio sobem, com uma trilha feliz.

Como diria o William Shatner, minha novela será “verídica,​ ​f​u​g​a​z​ ​e​ ​i​l​u​s​ó​r​i​a​ ​e​ ​periférica”​.

3 comentários:

leli disse...

bóóóóóó
baita crítica hein
concordo!

Pri Zorzi disse...

Eu acompanhei um pouco da novela e eles faziam parecer que era uma coisa terrível. Muita gente apostava que ele era pedófilo. Só que o personagem dele era um corredor e os patrocinadores do personagem não queriam ter o nome deles associado a algo muito bizarro, daí abafaram bastante. Pelo que sei ele foi abusado quando criança e aí ficou esquisitão, passando a idéia de que crianças abusadas necessariamente se tornam bizarras. Meus cinco anos de estudo agradecem por esse estupro no meu diploma.

Se tu quer saber o que é sexo fétido, pergunta pro Juliano! Afinal, ele namorou a Ana! TU-DUM-PSHHH!

(não acredito como tu não fez essa piada!)

Mas podia ser diferente, ele podia gostar de ter o pau cheirando a sabonete! TU-DUM-PSHH!

(hoje eu tô que tô!)

Eu voto pra que o personagem do Gianecchini se chame Danilo!

E ainda não consigo entender o que é "sexo fétido", sério. Que merda essa gente recalcada, deixem as pessoas em paz com suas esquisitices.

Paloma disse...

Minha mãe disse que sexo fétido é gostar de rolar na merda ahhahahaha Ou seja, fazer sexo com a Ana :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...