segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Mas é Claro que a gente não se importa

Fiquei impressionada com a quantidade de pessoas que leram e se interessaram pelo meu post sobre o Groupon e a Claro. Até pessoas que eu não sabia que liam meu blog vieram me perguntar como estava a situação do celular. Depois de tudo o que eu fiz, ainda registrei uma reclamação no site Reclame Aqui. Quando fiz isso, resolvi olhar se outras pessoas estavam reclamando e me surpreendi com o número de casos parecidos com o meu. Encontrei várias pessoas com casos similares, a maioria sem solução.

Buscando no Google as palavras "claro + groupon + reclamação" é possível achar diversos casos de pessoas que não receberam os celulares ou receberam, mas estes não foram habilitados. Além disso, foi divulgado esse mês pelo PROCON o ranking de reclamações de 2010. Adivinha quem ficou em terceiro lugar?

ClaroLogoMas é Claro!

No dia 9 de dezembro, recebi uma ligação do setor de logística da Claro. O funcionário, João Paulo, me disse, basicamente, que quem errou foi a Claro, não o Groupon. O pedido saiu da empresa de compras coletivas, chegou até a Claro e foi esquecido. Minha teoria é de que eles venderam uma quantidade inesperada de celulares e não deram conta da demanda. João Paulo me informou que leu meu post (aparentemente não são todas as pessoas que se dão ao trabalho de reclamar tanto quanto eu) e que não era para eu me preocupar. Meu celular seria entregue na sexta-feira. João Paulo subestimou minha capacidade de reclamações. Marque minhas palavras, João Paulo, um dia serei paga para reclamar. E então ninguém será capaz de me deter. De qualquer forma, não recebi o celular na sexta, mas sim na quarta (15 de dezembro). Para provar, eis uma foto minha, com cara de retardada, na frente do espelho do banheiro.

01-01-09_0017

Tremendo horrores

Mas o drama não acabou aí. O celular demorou dias para ser habilitado. Fui à loja da Claro e o atendente me informou que eu deveria ligar para o 1052 para fazer isso. Liguei e eles me mandaram na loja. Acredito que na cabeça dos atendentes do SAC da Claro exista um grande vácuo e que todos são escolhidos de maneira aleatória e não sabem exatamente porque estão lá. Talvez um dos chefes fique na janela do escritório, apontando para as pessoas na calçada. Essas pessoas são colocadas em jaulas, lobotomizadas e telefones são colados em suas cabeças. No fim do dia, elas voltam para casa, sem memória e com uma cicatriz em formato de C na testa.

Essa é a única explicação plausível para eu ter que explicar para a atendente CINCO VEZES que eu não podia ir à loja onde comprei o celular para pedir ajuda, já que eu comprei pelo Clube Urbano. Pensei em ligar para o João Paulo para pedir ajuda, já que ele foi a única pessoa com cérebro com quem falei desde o início dessa babaquice toda, mas resolvi esperar.

Enfim, me ligaram para falar a respeito da habilitação. Aparentemente eles se esqueceram de fazer isso também. É mais ou menos como ir ao Subway e a pessoa esquecer de fazer o sanduíche. O que eu não duvido que aconteça, mas essa é outra história. O celular foi habilitado e o drama número mil teve início. Antes de poder sorrir e dançar nua nas colinas, eu precisava resolver alguns problemas:

01) Meu celular antigo tirava fotos e eu queria pegar as que estavam nele para não perder. Tinha fotos do nascimento da minha sobrinha ali. Acontece que ele nunca foi capaz de enviar mensagens multimídia ou passar as fotos para o computador através de cabos.

02) Eu não queria ter que mudar de número, por isso era necessário cancelar a conta nova.

03) Passar meus créditos de um chip para outro.

Simples, não? Bem, não para a super Claro!

Mais uma vez se deu início a peregrinação que gosto de chamar “pelo amor de Deus, alguém me ajuda”. Liguei para o atendimento Claro e depois de vários minutos esperando, acabei sendo atendida. A pessoa me disse que eu deveria ir a uma loja autorizada para resolver os itens 1 e 2. E foi isso que fiz. Chegando na loja, fui atendida por uma funcionária mal humorada que teria me matado se tivesse a chance. Minha querida... Eu trabalhei na Ábaco Livros. Eu sei o que é trabalho infernal. E quer saber de uma coisa? Se você trabalhasse comendo merda, não teria um emprego pior do que o que eu tive naquela loja de Satã! A funcionária imbecil me mandou ligar para o atendimento, porque ela não podia me ajudar. Então, liguei mais uma vez. Essa ligação durou uma hora. Pergunto: resolveu meus problemas? Não.

clip_image006Eu literalmente jantei com a atendente da Claro

A atendente foi até simpática e tentou me ajudar a programar o celular para enviar mensagens multimídia, mas não conseguiu. E quanto a manter meu número, disse-me que não seria possível, já que eu tenho um contrato de 12 meses. Pedi que passasse os créditos, e ela disse que eu deveria mandar uma mensagem para a Claro e que assim eles seriam transferidos. Fiz isso, e nada aconteceu. Fiz isso umas cinco vezes, na verdade, e liguei mais umas quatro para a Claro para que isso fosse resolvido. Não foi.

Eventualmente consegui configurar o celular, sozinha, para que enviasse as fotos.

Decidi que iria, então, ficar com o número novo, cancelar o velho e gastar meus créditos baixando jogos e ligando enlouquecida. Fiz isso. Quando liguei para a Claro para fazer o cancelamento, eis minha surpresa: a atendente me informou que eu poderia, sim, manter meu número antigo e que o contrato seria transferido para ele! O que é excelente, tirando o fato de que eu já havia avisado meio mundo sobre a mudança de número. Resolvi fazer isso mesmo assim e me poupar de mudar todos os cadastros que tenho por aí. Ok. Créditos gastos, fotos transferidas e processo de cancelamento em andamento, posso agora sossegar.

clip_image008

Só que não.

claro-fail

O celular não foi cancelado e eu tive que ligar mais uma vez para a Claro e explicar minha história pela 45624º vez. O atendente me disse que em cinco dias o serviço seria feito (sim, eles esqueceram de novo) e que o chip novo poderia ser colocado no lixo. E então hoje meu celular parou de funcionar. Primeiro ele ficou sem sinal, depois simplesmente não ligava mais. Entrei em pânico. Depois de todo o trabalho que eu tive, depois de toda a saliva que eu gastei, depois de me acostumar com a bateria que dura apenas três dias, essa merda resolve estragar?

Lá fui eu ligar para a Claro de novo.

A atendente me mandou procurar uma assistência técnica, o que seria muito tri já que eu não tenho garantia nesse aparelho, mas tudo bem. Pedi várias vezes para que ela verificasse a situação da conta para eu ter certeza de que era o aparelho, e ela simplesmente se negou. Depois de me escabelar e chorar que nem doida, resolvi fuçar no aparelho até ele funcionar. Fiquei alternando de um chip para o outro, até que consegui fazer ele funcionar. E adivinhem o que aconteceu? Sim, eles cancelaram meu celular sem me avisar, sim o número velho passou para o chip novo apesar deles terem me dito que isso não iria acontecer.

De qualquer forma, acredito que isso tudo acabou. Para aqueles que me conhecem, meu celular continuará com o mesmo número. O velho, não o novo. E para aqueles que também estão tendo esse problema com a Claro, ligue para a central de logística deles: (11) 9415.7286.

Não adianta ligar para o 1052. Repito: NÃO ADIANTA LIGAR PARA O 1052. Eu liguei mais de vinte vezes, sem exagero, e foi inútil. Os atendentes não estão preparados para te atender e eles não sabem que existem promoções da Claro via Clube Urbano. A maioria nem ao menos sabe o que Clube Urbano é! Utilize todas as armas que a tecnologia te dá para conseguir o produto que você comprou. Twitter, Facebook, Orkut, blog, Reclame Aqui, PROCON, banner em avião, sinal de fumaça, tanto faz. Não cale a boca!

Essas empresas precisam aprender a dar valor aos clientes. Um amigo, que estuda administração, comentou o seguinte no outro post: "Em administração se aprende que existem clientes que simplesmente é melhor ignorar. Atender também gera custo. E numa perspectiva macroeconômica, quando se pensa em plutonomia, simplesmente toda a população pobre não serve pra nada". Ele tem razão. O único motivo pelo qual fui atendida foi porque gritei, e gritei muito. Nenhuma empresa vai querer ter centenas de coisas negativas sobre elas nas redes sociais. E se eu consegui meu celular, você também conseguirá!

Agradeço ao pessoal do Twitter que deu RT nas minhas reclamações e ao João Paulo, que conseguiu fazer meu celular chegar até minha casa. E, se complicar de novo, tchau Claro, olá Oi!

oi_e_claro_porrada_thumb[4]

3 comentários:

Pri Zorzi disse...

Que chatice, né? Detalhe que eu to querendo um celular novo e pensei "hm, talvez eu devesse aproveitar uma dessas promoções online e... NOT". Nada como aprender com os erros dos outros.

No dia em que tu for paga pra reclamar, eu vou ser paga pra ficar analisando coisas. O que faz muito sentido, já que tu pretende ser crítica de cinema e eu psicóloga, HAHAHAHA xD

Pelo menos no Subway o pior que acontece é o queijo no formato errado!

Pra transferir os créditos, tu tem que mandar mensagens pro teu celular novo até que os créditos do antigo sumam. Eles não vão reaparecer no novo, mas metade da tarefa foi feita, né?

Eu acho que pra Claro, dizer "em cinco dias" é que nem eu dizer "já to indo" pra minha mãe.

E algo me diz que a Oi também tem seus problemas. Algo me diz que todas tem seus problemas, porque nunca vi alguém feliz com a sua operadora de celular. Os nomes delas deveriam ser "Oi, Babaca", "Claro que é um saco", "Vivo te dando problema" e "Tim Ganei".

E vamo bota a boca no trombone!

Juliano Moreira disse...

E quem ganha, como sempre, é a grande empresa. Por que será? =D
Que delícia esse mundo que herdamos. E a coisa mais "inteligente" que fazemos é repetir a estupidez do passado.

Viva nossa cultura! \o\

Isso não vai ficar assim, né, nenê?

Anônimo disse...

Você certamente tem algumas opiniões e pontos de vista agradável. el-judas.blogspot.com fornece um novo olhar sobre o assunto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...