sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Atividade Paranormal 2

atividade-paranormal2-poster

Quando estreou no cinema em 2007, Atividade Paranormal, de Oren Peli, prometia causar um pânico mundial de tão assustador. O trailer mostrava pessoas gritando enlouquecidas dentro da sala de cinema, rumores sobre pessoas que morreram/vomitaram/choraram enquanto o assistiam começaram a surgir, histórias sobre como tudo o que acontecia na tela era real foram espalhadas e eu, obviamente, não dormi a noite depois de vê-lo. Na realidade, o filme é chato e tem atuações nenhum pouco realistas, mas é bastante assustador.

Sua sequencia é mais fraca e mais tediosa, apesar do orçamento monstruosamente maior (em torno de $2,750,000, quando o primeiro gastou apenas $11,000). Atividade Paranormal 2 é um filme assustador em certos momentos, mas parado e com situações nem um pouco verossímeis. A história gira em torno de uma família que acabou de ganhar um bebê. A típica família americana (mãe, pai, enteada, bebê, cachorro e babá latina) decide colocar câmeras de segurança por toda a casa depois que alguém invade e bagunça tudo, sem roubar nada.

Várias coisas me incomodaram nesse filme.

Por que os pais insistem em deixar o bebê sozinho no quarto, mesmo quando ele chora enlouquecido todas as noites e quando existe a possibilidade deles estarem sendo atacados por alguém ou algo? Por que eles saem para jantar, considerando a situação já mencionada, e deixam o nenezinho com a irmã adolescente sozinhos em casa? Por que é que, quando sozinha, a adolescente vai para a rua ver quem é o ser invisível que está batendo na porta? Por que é que o demônio limpa a piscina todas as noites? Além de exibicionista ele também tem transtorno obsessivo compulsivo? Por que todo mundo fica se gravando com a câmera de mão, até mesmo quando não tem nada interessante acontecendo? Por que é que toda empregada mexicana sabe fazer magia?

E, pelo amor de Deus, o que aconteceu com o cachorro?

005684

Apesar das incongruências, o filme consegue assustar algumas vezes (não tanto quanto o primeiro, mas consegue) e faz uma ligação muito boa com a primeira parte, deixando o público (pelo menos eu fiquei) curioso desde o início sobre como as coisas vão se ligar. Atividade Paranormal 2 é um filme fraco, com certeza, mas consegue fazer exatamente o que promete: dar uns bons sustos na plateia.

Atividade Paranormal 2

Paranormal Activity 2 (2010)
Direção: Tod Williams
Roteiro: Michael R. Perry, Christopher B. Landon, Tom Pabst
Elenco: Brian Boland, Molly Ephraim, Katie Featherston, Seth Ginsberg, Sprague Grayden, William Juan Prieto, Jackson Xenia Prieto, Micah Sloat, Vivis Cortez

Um comentário:

Pri Zorzi disse...

Eu acho muito engraçado terem feito uma continuação pro primeiro Atividade Paranormal se TODO MUNDO pra quem eu pergunto sobre esse filme diz que ele é horrível de ruim :P

E, como a idéia do filme parece algo assustador, só posso assumir que a culpa seja da execução...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...