sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Querido John

querido-john

Admito que fui ao cinema sem muitas expectativas. O filme estava previsto para estrear no Brasil em maio e só chegou aqui agora, ficando pouquíssimas semanas em cartaz. Achei que seria mais um romance previsível e açucarado que tenta, mas não consegue, ser tão bom quanto os clássicos do gênero. Talvez tenha sido a baixa expectativa que me fez gostar de Querido John, dirigido por Lasse Hallström e baseado em um livro de Nicholas Sparks (autor de O Diário da Nossa Paixão).

Querido John conta a história de um soldado americano chamado John Tyree (Channing Tatum), que conhece Savannah Curtis (Amanda Seyfried) enquanto está de licença. Os dois se apaixonam, mas John precisa voltar para a guerra. Por isso, eles começam uma troca de cartas, numa vã esperança de se manterem unidos por todo o tempo que ele ficará fora.

O filme é recheado de todos os clichês dos romances e é bastante previsível... Mas acaba sendo um belo filme. As atuações são muito boas (já falei aqui minha opinião sobre Amanda Seyfried), o roteiro é envolvente e melancólico na medida certa, parece ser bem adaptado e tem uma bela direção de arte. Não é tão bom quanto o trabalho anterior de Hallström, Sempre ao Seu Lado, mas não deixa de ser agradável.

Apesar de Seyfried e Tatum estarem muito bem em seus papéis, quem se destaca mais é Richard Jenkins, que interpreta o pai autista de John. É impossível não sentir pena dele ou até mesmo amor. Jenkins – que já foi indicado ao Oscar por O Visitante – mergulhou de cabeça na personagem, mostrando uma atuação sensível e convincente.

Foi Querido John que realizou a façanha de tirar Avatar (2009) do topo das bilheterias americanas, lugar que este já ocupava a sete semanas. Acredito que o principal problema deste filme foi a falta de divulgação, especialmente aqui no Brasil. Afinal de contas, não é para qualquer um tirar a coroa de Avatar... Isso por si só já prova a qualidade do longa.

dear_john--300x300_thumb[3]
Dear John (2010)
Direção: Lasse Hallström
Roteiro: Jamie Linden, baseado em um livro de Nicholas Sparks
Elenco: Channing Tatum, Amanda Seyfried, Richard Jenkins, Henry Thomas

2 comentários:

Juliano Moreira disse...

É incrível como um assunto extremamente simples já rendeu até hoje tantas e tantas e tantas histórias, quadrinhos, filmes, etc. 0.O

Mas não consigo entende como ESSE aí desbancou Avatar. Tinha nada melhor na época.
Não que seja ruim, mas não é supiiiiimpa.

Amor, ó, amor!
\o\

Iiiiiirraaaaaaaaa!!!

Leli disse...

OU prova que quem lota mesmo os cinemas são as guriazinhas que já eram fàs do Diário de uma Paixão ahsuahsuahsuahsuahsuahsuashuahsuas brinks

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...