quinta-feira, 24 de junho de 2010

Cartas para Julieta

letterstojuliet

A atuação de Amanda Seyfried me chamou a atenção no engraçadíssimo Meninas Malvadas (2004), onde atuava ao lado de Lindsay Lohan e Rachel McAdams. Apesar de McAdams ser a luz desse filme, Seyfried está muito engraçada e acaba ganhando mais destaque (até mais do que Lohan). Mas foi a sua Sophie, de Mamma Mia! (2008), que a fez entrar na minha lista de melhores atrizes.

Em Cartas para Julieta, a atriz interpreta outra Sophie, desta vez uma investigadora de fatos do The New Yorker. Ela viaja para Verona em uma espécie de lua de mel adiantada com seu noivo Victor (Gael García Bernal). Victor está abrindo um restaurante em Nova York e acaba deixando a noiva de lado, seduzido pela culinária italiana. Sozinha pela cidade, Sophie acaba indo até a Casa di Giulietta, um dos pontos turísticos mais visitados de Verona.

giulietta_thumb[3]

A casa foi construída no século XVIII e representa a moradia de Julieta, da clássica peça sheaksperiana. Milhares de mulheres viajam até a cidade para entregar uma carta para a personagem, contando sobre seus problemas amorosos e pedindo ajuda.

Sophie conhece, então, as "secretárias de Julieta", mulheres que dedicam seu tempo para responder as cartas. Ela resolve ajudar e acaba encontrando uma carta escrita nos anos 50, que acabou perdida entre as outras. Na carta, uma jovem confessa seu medo de se entregar ao verdadeiro amor. Sophie responde a carta. Claire (Vanessa Redgrave), a jovem que escreveu a mensagem - hoje uma senhora viúva - e seu neto Charlie (Christopher Egan) viajam até Verona e, com a ajuda de Sophie, saem em busca de Lorenzo Bartolini, a grande paixão perdida de Claire.

Vanessa Redgrave é uma excelente atriz e tem uma química muito boa com Amanda. Já Gael García Bernal está completamente dispensável! Ele parece estar sempre com pressa, com uma atuação sem graça e forçada. Uma pena, já que ele é um ótimo ator (como podemos ver em Má Educação e em E Sua Mãe Também).

A trilha musical, cheia de "clássicos" pop em versões italianas, incomoda e chega atrapalhar a visão dos cenários naturais italianos que contrastam belamente com a história, mas que nada tem a ver com as músicas.

O final é óbvio desde os primeiros minutos, os personagens não são originais e a história não traz nada de novo para o mundo dos romances. Mesmo assim, o filme é muito bonito e delicado. Cartas para Julieta é um filme bobo que agrada mais aos apaixonados do que o resto da audiência. Um belo romance em um belo país, sem pretensões de ser uma obra prima.

giulietta_thumb[7]

Letters to Juliet (2010)
Direção: Gary Winick
Roteiro: Jose Rivera,Tim Sullivan
Elenco: Amanda Seyfried, Gael García Bernal, Christopher Egan, Vanessa Redgrave, Franco Nero

Um comentário:

Pri Zorzi disse...

Pra mim, realmente, no Meninas Malvadas a McAdams tá a melhor! Eu lembro mais da Seyfried por Mamma Mia, mesmo. Ainda não sei dizer se acho ela uma baita atriz, mas as atuações dela que vi foram bacanas.

Sim, a primeira coisa que eu notei é que a personagem se chamava Sophie também... É estranho :P

Eu fui na casa da Giulietta /o/ O mais engraçado é que tem algum tipo de "tradição" em que as pessoas botam a mão nos peitos dessa estátua da Giulietta que tá aí na foto. Eu não sei se é pra ser alguma simpatia ou coisa assim, mas TODO MUNDO fazia isso.

O filme parece legal, mas digo isso porque gosto de comédias românticas. Mas não parece ter muito destaque dentro do gênero...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...