quinta-feira, 29 de abril de 2010

Gamer

cinema-gamer
O que acontece quando misturamos O Concorrente (livro de Stephen King) e uma bela quantidade de testosterona? Nasce o filme Gamer, é claro! Num futuro não muito distante, Castle (Michael C. Hall, da série Dexter) cria um jogo ao estilo de The Sims, só que com pessoas de verdade. Society, como é chamado, funciona assim: nanorobôs são colocados dentro do cérebro das pessoas e outras pessoas podem controlá-las. Alguns pagam para controlar, outros recebem para serem controlados.
“Todos estão procurando por algo. Alguns deles querem te usar. Alguns querem ser usados por você. Alguns deles querem abusar de você. Alguns querem ser abusados.” – Sweet Dreams
O jogo vira uma febre mundial e acaba gerando um filhote: Slayers – um jogo de guerra com soldados e mortes reais. Ao contrário de seu predecessor, Slayers não usa atores para serem controlados e sim prisioneiros que estão no corredor da morte. Aquele que sobreviver a trinta sessões do jogo, ganha a liberdade. O único que consegue chegar perto é Kable (Gerard Butler), que está na sua vigésima sétima sessão.
 
O filme tem um ótimo argumento que, infelizmente, é usado de maneira pobre. A montagem é tão corrida que mais confunde do que entretêm – não indicada para estômagos mais fracos e suscetíveis a enjôo. Castle é um vilão tão óbvio que chega a ser constrangedor e só não é mais evidente do que o final.
 
Gerard, como sempre, se salva por seu carisma e, convenhamos, beleza rústica e máscula – típica dos escoceses. Você mais torce para que ele perca a roupa do que para que chegue ao final do jogo.
 
gamer-6
Vou te mataaar! (de prazer)
 
Gamer jorra testosterona na tela e é capaz de fazer crescer bigode na mulher mais feminina do mundo!
 
gamer-11
Gamer (2009)
Direção: Mark Neveldine, Brian Taylor
Roteiro: Mark Neveldine, Brian Taylor
Elenco: Gerard Butler, Amber Valletta, Michael C. Hall, Kyra Sedgwick, Logan Lerman, Alison Lohman, Terry Crews

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...