quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A Bela e a Fera

Atenção: contém spoilers

Ontem fiquei acordada até às 4h da madrugada assistindo alguns videos do Nostalgia Critic, no site That Guy With The Glasses. Nesses videos, um cara chamado Doug faz críticas muito divertidas de filmes e desenhos que fizeram parte da infância de muita gente. Inspirada nestes vídeos, resolvi fazer esta coluna, uma imitação barata e de pior qualidade! Não sei se vou fazer mais de um, talvez sim.

Como eu nunca fiz algo do gênero, decidi começar com algo que eu entendo... Então lhes apresento:

clip_image001

A animação da Disney A Bela e a Fera é baseado em um conto francês chamado, bem, A Bela e a Fera. O conto não tem absolutamente nada a ver com o desenho... Então vamos ignorar totalmente a existência dele e nos ater ao filme.

O filme começa assim:

Deixa ver se eu entendi... Tinha um príncipe mesquinho, vivendo em um castelo no meio do nada, completamente sozinho... Ai chegou essa louca, do nada, e resolveu castigar ele porque ele a achou feia? E ele mora sozinho? Num castelo? E se ele é um príncipe, por que diabos ele abriu a porta? Não teria um mordomo ou algo do gênero para fazer isso por ele? E quando ele virou um monstro, ninguém percebeu que ele tinha sumido? Ele é um príncipe pelo amor de Deus!

Tudo bem, continuando...

Depois do pequeno prólogo, nós conhecemos Bela...

clip_image002

...uma jovem simples que vive no interior, junto de um bando de gente ignorante que acha que ela é esquisita só porque consegue pensar por si mesma. Isso não é exagero... Na música de abertura, os moradores da cidade realmente cantam "Ela é metida a inteligente, não se parece com a gente". Para eles, uma moça bonita como a Bela deveria estar por ai procurando um marido. Mas não!!! Bela tem a ousadia de ficar lendo e pensando e lendo e pensando e lendo. Como ela ousa!?

Ainda durante a música de abertura, conhecemos Gaston, o pseudovilão do filme:

clip_image003

Gaston é o cara gostosão da cidade, e todas as mulheres se deretem por ele (incluindo eu). Menos Bela. Como todo gostosão decerebrado que se preze, Gaston decide que ele quer Bela. Em suas primeiras frases no filme, podemos ter uma noção de quem ele é. Gaston está caçando (no meio da praça!) junto de seu amigo óbviamente gay Lefou (falaremos dele mais tarde). O seguinte diálogo acontece:

Lefou: Puxa você não perde um tiro Gaston! Você é o melhor caçador do mundo!

Gaston: Eu sei!

L: Nenhuma fera tem a menor chance com você (FORESHADOWING!)! E nenhuma garota também.

G: Tem razão Lefou! E eu só consigo olhar 'praquela' ali! *aponta para Bela*

L: A filha do inventor?

G: É ela sim! E é com ela que eu quero me amarrar!

L: É… mas ela...

G: É a mais bonita da cidade!

L: É… eu sei, mas...

G: Ela é a melhor! E EU NÃO MEREÇO A MELHOR?

Ok... Para ai um pouquinho... Bela é mais bonita que as outras, por tanto ela é a melhor... Mas por algum motivo, o fato dela ser filha de um inventor faz dela alguém inapropriada... Essa não é a única vez que isso é mencionado. Todos na cidade acham que o pai dela é louco, e o fato de Bela "ser metida a inteligente" só torna as coisas piores. Por que, afinal, esses dois moram nessa cidade de merda?!

Bem, Gaston só aprecia Bela por sua beleza, e acha que ela não deveria ler, porque quando mulheres lêem elas começam a ter idéias e a pensar. Ok Gaston, a gente já entendeu, você é um escroto. Onde está aquela feiticeira quando se precisa dela?

Gaston "declara" seu amor por Bela, mas ela acha ele um idiota e vai para casa conversar com seu pai, que é uma mistura de Dani DeVito e Einstein.

clip_image004

clip_image005

O pai não parece se importar muito com o que as pessoas na cidade falam de Bela e diz para ela que deveria sair com Gaston, afinal, ele é bonitão (se não quer, tem que queira…). Bela não gosta nenhum pouco da idéia. O pai dela vai viajar e ela fica sozinha em casa, provavelmente lendo.

Enquanto ela lê enlouquecida, temos duas histórias paralelas. Na primeira, vemos Gaston junto de seus amigos, planejando o casamento surpresa com Bela. Na segunda, temos o pai perdido na floresta sendo atacados por lobos e acabando em um castelo.

Vocês não têm noção de quanto eu acho absurdas essas duas histórias! O Gaston quer surpreender a Bela com um casamento? Perai, como assim? Não faz nem cinco minutos que ela disse que não queria nada com ele! Será que ele é tão metido assim? Sim, ele é.

Enquanto isso, na floresta... O pai da Bela encontra lobos, que atacam ele. O coitado perde o cavalo e começa a correr sem rumo. Encontra um castelo. PARA! Um castelo? No meio da floresta? E ninguém sabia que ele existia? Quer dizer que não só aquele príncipe mora no meio do nada, sozinho, como ninguém sabe que ele existe? Que tipo de príncipe é esse?

"Ah, então... Tem esse cara que mora lá na floresta que acredita que é um príncipe..."

Se esse cara é tão inútil a ponto de ninguém saber da existência dele, por que aquela vagabunda castigou ele? E porque não castigar o Gaston? O cara quer forçar uma mulher a casar porque ele acredita que é irresistível! Pelo menos o "príncipe" esquizofrênico não incomodava ninguém!

Continuando...

O pai da Bela entra no castelo, mas lá dentro não tem ninguém. Não, deixa eu reformular a frase... O velho invade a casa de alguém que ele não conhece. E então descobrimos que o "príncipe" não morava sozinho! Ele tinha empregados! Centenas deles... Para que um "príncipe" precisa de centenas de empregados, jamais saberemos. E de onde sai o dinheiro para pagar toda essa gente?

Todos os empregados da casa se transformaram em móveis e coisas do gênero e aparentemente todos os móveis e coisas do gênero ganharam vida. Por que a maluca castigou os empregados? Eles são tão legais! Isso é o que acontece quando se confia em todo mundo! Virou uma muvuca só. O velhinho é recepcionado por um castiçal francês e um relógio inglês, que o levam para uma salinha para se aquecer do frio.

Tudo é incrivelmente maravilhoso até que aparece... A FERA!

clip_image006

Eu disse "a fera", não "o fera".

clip_image008

Ok, melhorou. No momento em que o príncipe fajuto virou um monstro, ele automaticamente deixou de ser chamado de príncipe e virou "A Fera". Porque ele não tem nome e estou começando a desconfiar que na realidade ele se chama Príncipe. Príncipe da Silva. Como já era esperado, a Fera age como uma fera, e prende o pai de Bela no castelo. Mas o que ele não esperava era que o maravilhoso cavalo gordo e treinado Phillip fosse voltar a cidade e contar (???) para a Bela que o pai dela estava preso!

Mas antes desta criatura maravilhosa avisar Bela, Gaston vai até sua casa e lhe informa que os dois irão se casar, ter cães e seis ou sete filhos, que serão tão robustos quanto o pai. Bela, de maneira gentil, derruba Gaston em um chiqueiro de porcos que fica em frente a porta da casa (!!!) Nesse momento você pensa "Certo... Acho que ele já notou que ela não quer ele..." Pois pensou errado! Gaston SEMPRE tem o que quer e ele tem certeza que ela só está se fazendo de difícil.

slumdog-millionaire-560-divEla me ama!

O que eu gosto no Gaston é que ele não é um típico vilão da Disney. Ele não quer conquistar o mundo ou ter poder ou ser mais bonito que a mocinha (errr) ou se vingar por alguma coisa. E ele não fica por ai fazendo maldade gratuíta. Ele simplesmente quer salvar a mocinha da criatura horrível, casar com ela e ter filhos! Isso lembra alguma coisa?

clip_image009clip_image010clip_image011clip_image012clip_image013

De qualquer forma, Bela segue o cavalo que misteriosamente sabe onde fica o castelo. Ela acha o pai e ele implora que ela vá embora porque no castelo vive uma criatura horrível. Mas Bela quer salvar o pai (afinal ela não foi lá só para passear e não tinha nada bom passando na televisão) e continua ali. Chega então a Fera e Bela leva um cagaço. Depois de se acalmar, ela se oferece em lugar do pai. A Fera - que não é boba nem nada - aceita, e até oferece uma carona para o velho voltar para casa.

O velho volta e todo mundo na cidade acha que ele está louco. Não que ninguém achasse isso antes. E é nesta parte do filme que Lefou prova que realmente é gay... Veja por você mesmo:

Realmente, o pescoço grosso do Gaston deixa qualquer um louco... Me pergunto o que mais é grosso nele... E adoro o timing das trigêmeas quando Lefou diz "que não queira te imitar". É depois dessa cantoria que o velho chega dizendo que a filha dele foi sequestrada por uma fera. Todo mundo ri e então algo extraordinário acontece. Gaston pensa. Me pergunto se ele andou lendo algum livro...

A brilhante idéia de Gaston é mandar o velho para um manicômio e obrigar Bela a casar com ele (ele, o Gaston, não ele, o velho). Sério? Isso é o melhor que tu pode fazer? Ah sim! Ela não quis casar contigo quando tu era só um cara grosseiro da cidade... Mas com certeza vai aceitar quando tu jogar a única pessoa que ela ama num hospício! Muito bem Gaston!

Enquanto isso, no castelo. Bela está tendo problemas com Fera. Ele quer que ela se apaixone para quebrar o feitiço e ela quer ir para casa ver o pai. E a Fera é grosseira e assustadora, o que não ajuda muito. Enquanto os móveis e utensílios domésticos tentam domesticar a Fera, Bela resolve quebrar a única regra do castelo: ela vai para a Ala Oeste.

Para começar, dizer para alguém "Não vá para a Ala Oeste" não ajuda muito. Não é como se a Bela andasse por ai com uma bússula pendurada no pescoço. Não seria mais fácil dizer "Olha, ali tem uma sala que eu não quero que você entre. É uma sala com coisas pessoais, eu agradeceria muito se você fizesse isso por mim". Mas não!!! Vamos proibir ela de ir na "ala oeste" sem maiores explicações!

Em segundo lugar, aparentemente toda aquela leitura e idealizações de Bela não serviram para nada. Muito bem garota! É assim que se faz! Se você está em um castelo sinistro, onde o fogão tem vida e o dono é um cara com garras afiadas, a primeira coisa que você faz é desrespeitar todo mundo! Isso ai!

Dark_Wolverine_Wallpaper_byEu mandei ficar longe da Ala Oeste!!!

A Fera pega Bela com a boca na botija e grita. Ela se ofende e vai embora correndo, só para ser atacada por lobos no meio da floresta. Mas ah! Fera possuí um espelho que mostra para ele o que ele quiser ("Eu quero ver o Hugh Jackman nu... Agora."), então ele consegue chegar a tempo para salvar a guria. Só que ele se fere e Bela - com sua super força - leva ele para o castelo.

Os dois se apaixonam, a Fera dá uma biblioteca para a Bela, aprende a comer direito (aparentemente virar uma fera faz com que você desaprenda a usar os talheres) e os dois dançam em uma cena linda com direito a música da Celine Dion.

Mas Bela vê o pai pelo espelho e descobre que ele está muito doente. A Fera deixa ela voltar para casa para cuidar do velhote. Isso é algo que nunca entendi. Porque eles não vão juntos e trazem o velho para o castelo? Porque eles tem que se separar? De repente eles não gostam mais um do outro? Por quê? Ouvir Celine Dion é tão romântico!

Bem, Bela vai embora levando o espelho mágico e uma xícara, e a Fera perde a vontade de viver. Só que a Bela e seu pai são surpreendidos por Gaston, que veio com o pessoal do manicômio pegar o velho. Bela, para provar que o pai não está louco, mostra a Fera pelo espelho. Gaston, enlouquecido por um ciúme doentil, convence os moradores da cidade a irem até o castelo (que aparentemente todo mundo sabe onde fica) para matarem a Fera. Eles prendem Bela e o velho em um porão e parte para a batalha.

Quando eu era criança e via este filme, geralmente passava a próxima música. Ela era assustadora de mais. Me pergunto quem foi o lunático que escreveu essa letra! Certo que foi uma mulher na TPM. Só encontrei o video em inglês, mas já é alguma coisa.

Caso você queira saber, quem compôs a música foram os músicos Alan Menken e Howard Ashman

Deus! Eu é que não quero enfurecer esse cara... Pior é que eu imagino o Príncipe Encantado cantando isso antes de ir buscar a Bela Adormecida. Mas convenhamos... O Gaston é muito sexy.

Depois desta cena assustadora, a Bela consegue fugir graças à xícara, e eles vão para o castelo salvar a Fera. E então acontece a melhor cena do filme... Não vou nem descrever ela, o ideal é vocês assistirem:

Nossa... Isso é muito Poltergeist! Vai dizer? E aquele foi provavelmente o primeiro travesti da Disney. Depois disso o Gaston ataca a Fera, que perdeu a vontade de viver. Mas a Bela chega para salvar o dia e a Fera resolve voltar à vida e se defender. Os dois travam uma luta mortal pelo amor de Bela, enquanto ela não faz nada além de gritam "Gaston, não!" Os dois ficam se matando, a Fera pendura o Gaston pelo pescoço no precipício, desiste de matar (porque afinal ele é um personagem da Disney) e ai Gaston enfia um punhal nele, cai e morre.

Bela, usando mais uma vez sua força descumunal, puxa a Fera para onde ela está. Mas a Fera está morta e a garota chora e diz "Eu te amo", a rosa escuta e a Fera começa a se transformar em príncipe de novo. Aparentemente o amor da Bela é tão forte que trouxe a Fera de volta à vida. Certo.

É nessa hora que eu geralmente penso "Ah... Então é isso... Tem como trazer o Gaston de volta? Vai ver ninguém ama ele o suficiente". Imaginem a seguinte cena: Você se apaixona por um cara, ele é o cara mais legal do mundo, vocês se amam e ai um dia você descobre que ele não é quem você achava que ele era. E você se mata.

É a mesma coisa. Um dia ela está jogando bolas de neve com um cara enorme, forte, peludo.... Er... E no outro ele se transforma nisso:

clip_image014

Olhem pessoal! É o príncipe fajuto cara de bunda! Yeah! Vamos fazer uma festa e comemorar! A Bela se assusta, mas fica feliz que agora ela pode fazer sexo com ele. Todos os móveis voltam ao normal e eles vivem felizes para sempre. Até se darem conta de que ninguém recebe salário há anos e todos entram em greve.

Se eu fosse a Bela, nunca mais confiaria na Fera... Nosso relacionamento seria baseado em mentiras, viveriamos brigando, até o dia que ele me pegaria fazendo sexo com o castiçal atrás de uma cortina. Obviamente os livros que a Bela andava lendo não eram de auto-ajuda.

Para mim o final ideal de "A Bela e a Fera" é esse:

clip_image016

Mas o que acontece é isso:

clip_image017Algo familiar?

Então é isso! Eu sou a Paloma, eu não tenho uma frase de efeito porque não consegui inventar uma!

Beauty and the Beast (1991)
Direção: Gary Trousdale e Kirk Wise.
Roteiro: Linda Woolverton, baseado no livro de Roger Allers.
Elenco: Paige O'Hara, Robby Benson, Richard White, Jerry Orbach, David Ogden Stiers.

Um comentário:

Iolanda Saraiva disse...

Puxaaa, esse é o meu desenho preferido da disney...Adorei sua crítica, rí litros.
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...